Bar

sábado, 1 de dezembro de 2012

Bem vinda ao clube dos corações vagabundos, de paixões doentias, de almas cheias de sonhos e desejos. Será que alguem nos tirará desse bar?
Desse sofrimento?
Dessa inconstancia?
Dessa dor?
Dessa.. agonia? Não, agonia não...
Apenas mais uma dose e vou parar, juro (juro com os dedos cruzados porque sei que vou quebrar meu juramento e assim não corro o risco de levar alguma punição de algum santo ou deus-apocalptico-que-monitora-juras-falsas-e-pune-quem-não-cumpre).
É... eu já sei
Garçom, outra dose sim?!

5 comentários:

ઇ‍ઉ disse...

Às vezes é preciso mais que "encher" a cara, que vomitar promessas, que jurar em vão. Às vezes é preciso uma única dose de realidade, uma dessas de sacudir tanto, que faz a alma saltar do corpo. Neste bar, tem dose de verdade? Não deve ter! Foda-se ¬¬ Então, garçom... 2 doses por favor!

Thata Bastos disse...

3 doses! Diálogos com a prima que vivaram post... faltou essa tag. haha nossos corações definitivamente não prestam.

ઇ‍ઉ disse...

"Nós" definitivamente não prestamos!
Brindemos a porcaria que somos e talvez, certamente, pra sempre seremos. kkkkkkkk É isso ai prima, beber pra esquecer... ou não lembrar. Foda-se, agora tanto faz.

Bjs

Jéssica disse...

Garçom, por favor, mais um copo pra mim! Boa noite, amigos, posso sentar aqui com vocês? podemos falar sobre nossos erros vulgares, que com certeza no fim dessa bebedeira irão nos achar aqui nesse bar, com um vinho barato, um cigarro no cinzeiro e essa nossa cara embriagada no espelho do banheiro.

Anônimo disse...

Jéss... não vale cantar engenheiros, é covardia!