Não deixa esse "pra sempre" acabar, tá bom?

sábado, 3 de março de 2012

Há um ano atrás eu vi você pela primeira vez. Engraçado foi o percurso até a tua casa que é tão distante da minha. Eu estava dentro daquele carro, era pra ser só mais um passeio com os amigos, eu ouvia seu nome e ouvia poucas coisas a seu respeito. Imaginava que você não fosse gostar de mim e nem eu de você. Me perguntava o que eu estava fazendo ali, até descer completamente constrangida por não ter sido convidada. Então te vi sorrindo.
Passei o dia lembrando daquela primeira vez que eu fiquei parada te olhando, é como se ali, apesar de não saber, eu houvesse conseguido sentir tudo o que estaria por vir. É como se eu já tivesse vivido aquele dia em que eu cheguei perto de você chorando e você me abraçou dizendo que se precisasse ir até o inferno para me salvar, iria. É como se eu já houvesse te ouvido cantar, como se já tivéssemos trocado confidências, como se eu já tivesse te visto sangrar, como se já soubesse o quanto você era capaz de lutar, como se toda história que estaria por ser escrita já fosse conhecida pelo meu coração. E foi só a primeira vez que te vi!
"Já era amor antes mesmo de existir", lembra? Mesmo quando eu estou longe, continuo perto. Você sabe, nossos espíritos se comunicam. Seu coração conhece o meu e vice-versa.
Sabe o que me fez sorrir agora? Lembrar que você acordou mais um dia. Graças a Deus! Como eu sou grata por ter você aqui! Como eu sou grata por saber que você continua respirando!
Eu te amo tanto...
Faz um ano, mas é como se houvesse toda uma vida. É como se a nossa conexão já existisse antes mesmo de nós estarmos aqui. É de alma. Talvez seja por isso que eu preciso tanto te ver sorrindo, porque se você não puder sorrir com todo o seu ser, se o seu interior não estiver estabilizado e firme, eu também não posso. Eu também não consigo. É essa nossa ligação... Espero que esse fato não te preocupe, porque não fomos nós quem escolhemos assim, esse é apenas um presente que nos foi dado.
Que presente!

Algumas palavras 
1 ano depois de conhecer alguém 
que me ajudaria a carregar a pedra de uma forma 
tão doce.

2 comentários:

Jéssica disse...

"Mesmo quando eu estou longe, continuo perto. Você sabe, nossos espíritos se comunicam. Seu coração conhece o meu e vice-versa."

Isso responde muita coisa na minha vida.

Thata B. disse...

Aff, fiquei emocionada agora. Sempre me emociono quando alguém se identifica...