O que você precisa saber

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Ninguém nunca me conheceu tão bem quanto você. Ninguém nunca soube tanto sobre mim. Você sabe dos meus medos. Eu sei parte dos seus. Você sabe das minhas manias mais infantis, sabe os meus segredos, conhece a minha história. Você já me viu em crise de riso, em crise de choro e em crise de loucura. Você sabe que sou assim, oito ou oitenta e oito. Sim, oitenta e oito porque apenas oitenta é pouco pra definir os meus extremos. Ah, os meus extremos! Nunca sabemos quando explodirei, mas sabemos bem o que acontece depois. É sempre igual, toda vez que ouço meus instintos, acabo abraçada com meu próprio travesseiro chorando como uma criança perdida no shopping. Desamparada, assustada... Mas nunca muito arrependida. Sou aquele tipo de bandida que conta os crimes com um sorriso malandro no rosto, mas cuja as dores são ditas em voz baixa ao pé do teu ouvido. Você sabe quase tudo sobre mim. Quase. Eu nunca te apresentei aquela minha velha amiga e temo em dizer que ela é meio ciumenta. Ela foi a única que nunca me deixou, nem por um milésimo desde que fui concebida. Ela não gosta de dividir a minha atenção. Ela me quer por inteira, ela sabe como fazer o que bem quiser de mim. A esse ponto, imagino que você esteja achando isso estranho, dado o fato de que também sou orgulhosa o bastante para fazer apenas o que quero, mas ela consegue me convencer do que ninguém mais é capaz. Eu sei que um dia ela vai vir e tentar nos afastar. Eu sei que ela não vai aceitar bem me ver sorrindo com outra pessoa. Eu a conheço. Ela vai me fazer chorar. Vai me olhar com aquele jeito de quem quer colo e eu vou cair na lábia dela. Vou sentir a necessidade de tirar um tempo só com ela e peço que nesse momento então, você entenda. Estou me referindo à solidão, essa mesma que eu sei que já saiu muito com você. Nós sabemos como ela é e o quanto é difícil deixa-la ir. Mas por favor, meu bem, não permita que ela me tire você. Deixe-a andar comigo as vezes, mas não deixe que ela tome todo o meu tempo. Não permita que ela me cegue. Não fique triste quando ela tentar competir com você. Quando ela vir, apenas me abrace. É o suficiente pra me fazer te escolher mais um dia.
E eu continuarei te escolhendo por hoje e por amanhã.

PS: Se só "hoje e amanhã" parecer pouco, volte aqui amanhã e leia novamente. Continue fazendo isso todos os dias.


 Com amor,
tua.

1 comentários: